Connect with us

Notícias

A relação de Gabigol com o Flamengo: uma montanha-russa

publicado

em


Introdução

O Flamengo, um dos clubes de futebol de maior sucesso do Brasil, teve uma temporada cheia de decepções. Apesar de disputar sete torneios diferentes, o time não conseguiu garantir um único título, deixando torcedores e jogadores desanimados. Entre os jogadores, um indivíduo que enfrentou críticas significativas ao longo da temporada foi Gabigol, prolífico atacante do Flamengo. Em recente postagem nas redes sociais, Gabigol compartilhou um texto instigante escrito por um torcedor dedicado, tentando esclarecer a complexa relação de Gabigol com o Flamengo. Vamos explorar os altos e baixos da jornada de Gabigol no Flamengo e os desafios que ele encontrou ao longo do caminho.

Veja texto repostado por Gabigol sobre a relação dele com o Flamengo

“Todo relacionamento tem seus momentos de amor em êxtase, de uma discussão em êxtase, de uma fase complicada… e isso faz parte.

O relacionamento entre Gabriel e Flamengo já viveu tudo que todos os grandes livros de poesia já relataram em seus contos.

Hoje, talvez, o camisa 10 da Gavea passe por um momento um pouco diferente do que já viveu nesses anos de clube.

Até onde a crítica a ele pode ser bem aceita? Até onde não se pode perder a mão para criticar o maior ídolo recente do clube?

Nas conquistas, ele é mais exaltado que os outros… O que é normal pelo que construiu.

Na fase ruim, ele acaba sofrendo mais que os outros também… O que também é normal.

O capítulo 2023 não anda bem tanto pro clube e quanto pro atacante, que está em uma fase bem ruim.

Sobre a vida extracampo, vocês acham que o Gabigol de 19/20/21/22 não curtia a vida?

Porque agora o problema é o que ele faz fora de campo?

Nada que um gol em uma final e um caneco não resolva, com direito a Gabi debochando dos que falam mal dele.

Mas, tudo que ele construiu, não pode ser passe livre para não receber críticas.

Mas julguem por vocês e no campo, não caiam em pilhas de falsos jornalistas que viraram torcedores de terno e gravata na TV e propagam um monte de asneira.

Gabriel é ídolo e sempre será.

Mas também, Gabriel merece críticas e questionamentos.

Como tem que fazer, então?

Aguardar o capítulo final de um ano que tem tudo pra terminar trágico. Mas calma…

Quem tem um 9 que já mostrou que cala bocas, o jogo sempre parece mais fácil de ter um predestinado em dia celestial”.


Os altos e baixos da jornada de Gabigol no Flamengo e sua relação com o Flamengo

A relação de Gabigol com o Flamengo foi uma montanha-russa, com momentos de pura alegria, debates intensos e fases desafiadoras. Como descreve eloquentemente o texto do torcedor, todo relacionamento tem seus altos e baixos, e o de Gabriel e Flamengo não foge à regra. Ao longo dos anos, o vínculo deles testemunhou todo o espectro de emoções, semelhantes aos contos narrados na poesia.

A Crítica e Aceitação

Como jogador que alcançou um sucesso notável e se tornou recentemente um ídolo do clube, Gabigol é frequentemente submetido a um escrutínio mais rigoroso. O texto do torcedor levanta uma questão importante: até que ponto as críticas podem ser justificadas quando dirigidas ao ídolo recente mais significativo do clube? Em tempos de triunfo, Gabigol é aclamado e reverenciado mais do que qualquer outro jogador, o que é, sem dúvida, consequência de suas impressionantes contribuições ao time. Porém, quando a equipe enfrenta períodos desafiadores, ele suporta o peso das críticas, às vezes até com mais intensidade do que seus companheiros. Esta dinâmica é inerente ao mundo do futebol, onde o sucesso e o fracasso estão intimamente interligados.

O capítulo de 2023: uma fase difícil

O ano de 2023 foi particularmente desafiador tanto para o Flamengo como clube quanto para Gabigol como jogador. O desempenho da equipe em campo tem estado longe de ser satisfatório e o próprio atacante tem lutado para se recuperar. Essa fase gerou questionamentos sobre as atividades fora de campo de Gabigol, levando os torcedores a se perguntarem por que seu estilo de vida fora de campo está sendo examinado. O texto do torcedor ressalta que Gabigol sempre gostou da vida além do futebol, então por que isso agora é um problema? No entanto, o texto enfatiza que as críticas não devem ser completamente desconsideradas, pois cada ator, por mais venerado que seja, deve estar aberto à avaliação e ao questionamento.

O papel da mídia e das narrativas falsas

Um aspecto que agrava os desafios enfrentados por Gabigol é a influência da mídia sobre a relação de Gabigol com o Flamengo. O texto do torcedor alerta para não cair na armadilha de falsos jornalistas que se transformam em torcedores fantasiados e propagam rumores e opiniões infundadas. É fundamental avaliar a atuação de Gabigol apenas em campo, sem sucumbir às narrativas criadas por esses autoproclamados especialistas.


Estatísticas de Gabigol e seca recente de gols

Para entender melhor a trajetória de Gabigol no Flamengo, vamos dar uma olhada em suas estatísticas e na recente seca de gols. Desde que chegou ao clube, Gabigol disputou 49 partidas, marcou 20 gols e deu quatro assistências, contribuindo diretamente para 24 gols pelo time. Seu tempo total de jogo com a camisa do Flamengo é de 3.811 minutos. Contudo, importa frisar que Gabigol vive neste momento um período de seca na frente da baliza. Seu último gol aconteceu no dia 28 de agosto, contra o Coritiba, em partida onde o Flamengo garantiu a vitória por 3 a 2. A próxima partida contra o Bahia é uma oportunidade para Gabigol quebrar a sequência de sem gols e recuperar a forma de goleador.


O caminho a seguir: paciência e apoio

Como bem sugere o texto do torcedor, é fundamental exercitar a paciência e o apoio nos momentos de dificuldade. Flamengo e Gabigol vivem um período desafiador e é fundamental aguardar o capítulo final da jornada deste ano, que ainda pode ter uma reviravolta surpreendente. Embora a crítica e o questionamento sejam uma parte natural da carreira de qualquer atleta, é vital evitar cair nas armadilhas preparadas por narrativas falsas. A condição de ídolo de Gabigol é inquestionável, mas não o torna imune a críticas. O verdadeiro julgamento do desempenho de Gabigol deve ser baseado em suas contribuições em campo, e não nas opiniões daqueles que sensacionalizam os aspectos fora de campo de sua vida.


Conclusão

A relação de Gabigol com o Flamengo tem sido uma jornada complexa e emocionante, com triunfos e desafios. Como bem transmite o texto do torcedor, todo relacionamento tem seus altos e baixos, e o de Gabriel e Flamengo não é diferente. As críticas, a influência da mídia e as narrativas falsas desempenharam um papel na formação da percepção do desempenho de Gabigol. Contudo, é importante lembrar que a avaliação deve basear-se nas contribuições do jogador em campo e não em especulações fora do campo. Enquanto Flamengo e Gabigol passam por essa fase difícil, a paciência e o apoio da torcida podem fazer uma diferença significativa. O capítulo final desta temporada ainda não foi escrito e ainda há esperança de uma viragem que possa reacender o ânimo do jogador e do clube.


Veja ainda: https://eusouflamengo.com/index.php/2023/08/03/flamengo-o-maracana-como-palco-de-emocoes/

Continue lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

Supremo Tribunal Federal nega recurso do Flamengo em caso da Taça das Bolinhas

publicado

em

por

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal confirmou que o Sport Clube Recife é o único campeão brasileiro de futebol de 1987. Por unanimidade, o colegiado negou recurso apresentado pelo Clube de Regatas Flamengo contra a decisão do ministro Dias Toffoli que manteve o entendimento do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

O tribunal estadual havia rejeitado o pedido do clube carioca para que fosse reconhecido como vencedor da Taça das Bolinhas, conferida ao clube que primeiro conquistasse o campeonato por três vezes consecutivas ou cinco vezes alternadamente. Segundo o TJ-RJ, o STF, no julgamento do RE 881.864, em decisão da qual não cabe mais recurso, reconheceu o Sport como vencedor do Brasileiro de 1987. Dessa forma, o Flamengo não teria direito à taça.

O ministro Dias Toffoli lembrou que, no julgamento desse recurso, a 1ª Turma do STF manteve decisão da Justiça Federal de Pernambuco que havia proclamado o Sport campeão de 1987 e ratificado o entendimento de que a resolução da Confederação Brasileira de Futebol de 2011 que declarou também o Flamengo como vencedor do torneio ofendeu a autoridade da decisão daquela corte. Assim, a Taça das Bolinhas foi entregue ao São Paulo (campeão brasileiro em 1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008).

O relator observou ainda que não é possível analisar as alegações do Flamengo, pois as Súmulas 279 e 454 do STF não permitem reexame de prova nem interpretação de cláusulas contratuais em recurso extraordinário. Com informações da assessoria de imprensa do STF.

Continue lendo

Destaques

Julgamento do caso Gabigol é marcado; atacante vai à Suíça participar

publicado

em

por

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) agendou o julgamento do caso Gabigol, relacionado a uma possível tentativa de fraude em exame antidoping, para o dia 7 de junho. Em março, o atacante do Flamengo foi suspenso por dois anos pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD), mas recorreu ao tribunal internacional e conseguiu um efeito suspensivo no final de abril.

A informação foi inicialmente divulgada pelo jornalista Venê Casagrande e posteriormente confirmada pelo ge, que descobriu que Gabigol viajará para a Suíça para participar pessoalmente do julgamento. No entanto, sua viagem não resultará em sua ausência nos jogos do Flamengo no início de junho: o clássico contra o Vasco no dia 2 e a partida contra o Grêmio no dia 13.

O CAS, que é a última instância no esporte, decidirá se Gabigol será absolvido ou se sua suspensão será mantida até abril de 2025. Tanto o Flamengo quanto a defesa do jogador estão otimistas após o pedido de efeito suspensivo ter sido aceito por unanimidade, com decisão tomada por dois ingleses e um suíço.

Detalhes do caso Todo o processo no CAS gera custos judiciais, que devem ser divididos entre as partes. Na segunda quinzena de abril, a defesa de Gabigol foi informada de que a ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem) não havia pago sua parte das custas judiciais. Para evitar atrasos, o jogador arcou com a quantia pendente.

Dias depois, a ABCD enviou sua parte da documentação e indicou um árbitro alemão. No entanto, essa documentação foi rejeitada pelo CAS por questões administrativas, resultando na perda do direito da ABCD de indicar o árbitro para compor o tribunal.

Assim, o CAS selecionou dois dos três árbitros que analisaram o pedido de efeito suspensivo. A mesa foi composta por um inglês indicado pela defesa de Gabigol, além de outro inglês e um suíço indicados pelo tribunal. Os três votaram a favor do efeito suspensivo para o atacante, que agora aguarda a decisão final sobre o recurso.

Na argumentação enviada ao CAS, a defesa destacou o “periculum in mora” (perigo da demora) e o “fumus boni juris” (aparência do bom direito). O principal pedido foi pela análise rápida do processo, pois qualquer demora poderia resultar no cumprimento parcial ou total da suspensão imposta a Gabigol.

Além disso, o escritório Bichara e Motta mencionou que o julgamento de Gabigol no TJD-AD foi apertado, com cinco votos a favor da suspensão e quatro contra. O documento também contém outros argumentos que antecipam as razões que a defesa utilizará no recurso, buscando a anulação da suspensão.

Continue lendo

Destaques

Flamengo garante premiação pela classificação às oitavas da Copa do Brasil

publicado

em

por

Na noite desta quarta-feira, o Flamengo venceu novamente o Amazonas por 1 a 0 na Arena da Amazônia, com gol de Pedro, garantindo assim sua vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Com a classificação, o clube receberá R$ 3,465 milhões em premiação, somando um total de R$ 5,670 milhões até o momento.

As oitavas de final da Copa do Brasil estão programadas para as semanas dos dias 31 de julho e 7 de agosto, com os confrontos sendo definidos em sorteio pela CBF, em data a ser anunciada.

Com a suspensão do Campeonato Brasileiro por duas rodadas, o Flamengo só volta a campo na próxima quarta-feira, pela Conmebol Libertadores, enfrentando o Millonarios no Maracanã, às 21h (horário de Brasília), em busca da classificação para as oitavas de final.

Confira abaixo os valores da premiação da Copa do Brasil 2024:

  • Primeira fase: R$ 1,47 milhão (Série A), R$ 1,312,5 milhão (Série B) e R$ 787,5 mil (demais clubes);
  • Segunda fase: R$ 1,785 milhão (Série A), R$ 1,47 milhão (Série B) e R$ 945 mil (demais clubes);
  • Terceira fase: R$ 2,205 milhões;
  • Oitavas de final: R$ 3,465 milhões;
  • Quartas de final: R$ 4,515 milhões;
  • Semifinais: R$ 9,45 milhões;
  • Vice-campeão: R$ 31,5 milhões;
  • Campeão: R$ 73,5 milhões.
Continue lendo

Destaques